Br-116 em Nova Petrópolis deve ficar interditada até 2017

O bloqueio total da ligação entre Caxias do Sul e Nova Petrópolis é a repetição de um problema que trouxe muitos transtornos há sete anos, mas com um agravante: agora, o estrago provocado pela chuva no Km 178 da BR-116 parece ser maior, um indicativo de que veículos só poderão passar novamente por ali em 2017, após reparos mais complexos. Na região, a ERS-431 estava bloqueada em Bento Gonçalves, mas já foi liberada.

Em setembro de 2009, parte da pista desmoronou por conta de infiltrações no mesmo ponto. A ligação entre as duas cidades ficou interrompida por 17 dias. Depois, o tráfego foi permitido em meia pista para veículos leves enquanto ocorria a reconstrução sob a responsabilidade da antiga concessionária de pedágio Convias. A obra só terminou três meses depois.

Desta vez, é provável que não haverá tráfego parcial, mesmo com a intenção do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) em contratar emergencialmente uma empreiteira para refazer a pista o quanto antes. A rachadura vem aumentando desde segunda-feira.Na tarde desta quinta-feira, a extensão da fissura chegava a quase 200 metros de comprimento, segundo o engenheiro do Dnit, Daniel Bencke.

Abaixo, confira a situação de estradas da Serra:


BR-116: interrompida no Km 180, entre Caxias do Sul e Nova Petrópolis. Sem previsão de liberação.

ERS-452, que liga Bom Princípio a Vale Real: é preciso muita atenção no Km 17, em Vale Real, porque há deslizamento de morro em um lado da pista, e no lado oposto, há erosão e a pista pode ceder. O trecho está sinalizado e os motoristas devem trafegar com muita atenção.

ERS-446, em Carlos Barbosa: a terceira faixa está interrompida no Km 13, em função da queda de um talude.

VRS-826, que liga Boêmios, em Farroupilha, a Alto Feliz: trânsito em meia-pista no Km 9 em função de uma rachadura. O Daer não descarta interromper o tráfego se o dano aumentar. O trecho deve exigir obra emergencial.

ERS-122, em Farroupilha: está liberada no Km 47,  onde um deslizamento havia obstruído a terceira faixa. Ainda há terra na beira do asfalto, o que exige atenção mas não atrapalha o fluxo.

ERS-235, próximo ao pedágio de Gramado: estava bloqueada no Km 55, mas já foi liberada.

Fonte: http://pioneiro.clicrbs.com.br/

 

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta